Clássico da Confeitaria! Tarte Tatin – Torta Invertida de Maçã.

tarte-tatin2

Na semana do dia das mães, essa receita é inspiradora! Que tal fazer pra ela no domingo? E melhor, é fácil de fazer e impressiona!

A Tarte Tatin é mais que uma receita clássica francesa, é um símbolo cultural francês. Presente nos almoços de domingo, ela também é muito vista nas cartas de sobremesas dos restaurantes.

Existem muitas versões para a origem dessa deliciosa torta invertida de maçã. Porém, a mais conhecida é a de que, uma das irmãs Tatin, proprietárias de um hotel no interior da França, a inventou por acidente.

Stéphanie costumava fazer a torta com maçãs caramelizadas e macias, porém, um dia, por distração, acabou colocando as maçãs no forno e reparou que havia esquecido de colocar a massa no fundo da fôrma. Com o restaurante cheio, não havia tempo de preparar outra torta e acabou dispondo a massa por cima das maçãs. Depois de assada, inverteu a torta e serviu com chantilly.

Acidente ou não, essa torta é deliciosa!

tarte-tatin

RENDIMENTO:

1 torta de 25cm de diâmetro – 12 pedaços

 

INGREDIENTES:

MASSA SABLÉE:

125g de manteiga gelada e cortada em cubinhos

300g de farinha de trigo

125g de açúcar

1 ovo

 

RECHEIO:

8 maçãs grandes

400g de açúcar

suco de 1/2 limão

4 unidades de anis estrelado

6 unidades de cardamomo

2 unidades de canela em pau

 

MODO DE FAZER:

 

MASSA SABLÉE:

Pré-aqueça o forno a 200ºC.

Amasse a manteiga com a farinha usando a ponta dos dedos, até formar uma farofa. Adicione o açúcar e misture bem. Por fim, acrescente o ovo e misture até que se forme uma massa homogênea. Você pode fazer também todas essas etapas usando a batedeira.

Leve a massa à geladeira por meia hora, envolvida em filme plástico.

 

RECHEIO:

Descasque as maçãs, retire as sementes e corte em 8 partes iguais, cubra com suco de limão e reserve.

Em uma panela ou frigideira mais alta, derreta o açúcar aos poucos, até formar um caramelo. Adicione as maçãs e as especiarias e deixe cozinhar até que as maçãs estejam cozidas, mas ainda firmes (faça o teste espetando-as com um garfo).

 

MONTAGEM:

Pré-aqueça o forno a 180ºC (forno médio)

Em uma fôrma redonda de fundo falso, de aproximadamente 25cm de diâmetro, disponha as fatias das maçãs em círculos. Resserve a calda que se formar. Comece dispondo as maçãs pelas bordas e vá preenchendo até o centro.  Reserve algumas fatias para decorar.

Com um rolo de macarrão, enfarinhando a superfície da mesa e também o rolo, abra a massa sablée um pouco maior que o tamanho da forma. Enrole a massa aberta no rolo de macarrão.

Desenrole a massa sobre as maçãs, ajustando as bordas.

Leve ao forno pré-aquecido por 50 minutos, ou até que esteja dourada.

Depois de assada aguarde cinco a dez minutos, porém a torta deve ser desenformada ainda quente, para não correr o risco de ficar grudada na forma.

 

DICAS:

Para fazer o caramelo seco, adicione o açúcar aos poucos, acaba sendo mais rápido e o caramelo fica mais homogêneo. Mexa o açúcar para evitar que queime.

A maçã mais indicada é a verde (granny smith), porém pode ser usada também a maçã gala.

Deixe reduzir a calda da maçã ainda na panela por 5 a 10 minutos, acrescente 2 colheres de creme de leite e misture (cuidado pois a mistura pode borbulhar). Desligue do fogo e acrescente 1/2 colher de sopa de manteiga sem sal e misture. Você terá uma deliciosa e perfumada calda de caramelo para servir com a torta.

Você pode pincelar este caramelo sobre a torta ainda quente, para deixá-la com mais brilho (como da foto acima).

Embora a torta seja gostosa até geladinha, ela fica divina se servida quente com sorvete ou chantilly.

Abra a massa entre dois saquinhos plásticos, assim você evita adicionar mais farinha à massa.

A forma não precisa ser untada.

 

 

Chef confeiteira que adora gatos! Formada na França em Pâtisserie. Adora confeitaria artística, atende eventos e dá aulas na área. Adora testar novas receitas e passar seu conhecimento!

Mais Receitas